Magia do Som

Magia do Som 2017-12-03T06:59:06+00:00

“Não há nada no mundo que não nos fale.
Tudo e todos revelam a sua própria natureza,
caráter e segredos continuamente.
Quanto mais expandirmos os nossos sentidos interiores,
melhor poderemos entender a voz de todas as coisas. ”

Hazrat Inayat Khan (“Música e Misticismo”)

 

Tudo o que existe vibra: cada átomo, cada célula, pedra, planta, cada ser. Em essência, somos vibração que segundo a sua frequência se manifesta milagrosamente como matéria, corpo, som ou cor. Se pararmos para olhar, sentir, ouvir ou Ver realmente, entramos em contato com essa essência de nós mesmos e de tudo o que nos rodeia.

Na eterna busca por saber quem somos e como contactar e comunicar com a divindade, existem tradições muito antigas no uso do som. Nos últimos 60 anos, começamos a re-descobrir e integrar a sabedoria do som para o mundo ocidental e a aplicá-lo ao desenvolvimento pessoal, auto-conhecimento, cura e abertura espiritual. Para isso, usamos a voz e instrumentos tradicionais antigos, tais como taças tibetanas, gongos, e outros de criação mais recente.

Estes instrumentos têm em comum uma enorme variedade de tons harmónicos e vibrações que nos tocam profundamente. Aplicados com uma intenção amorosa e limpa, podem conduzir-nos à nossa essência, à nossa energia, ao nosso corpo e às nossas emoções. Ao libertar os bloqueios físicos, emocionais e energéticos que encontram no seu caminho, harmonizam os nossos desequilíbrios. O caminho do som ajuda-nos a aquietar a mente e a viver presentes, no aqui e agora.

Instrumentos

Os instrumentos que usamos são escolhidos pela sua grande riqueza em harmonicos, os seus efeitos profundos e a sua relativa facilidade em tocar. Algo que nos permite focarmos mais sobre a essência do som. O caminho do som pode levar-nos a uma maior presença em tudo!

  • Taças tibetanas
    Os gongos são ferramentas muito poderosas, fabricados industrialmente na China e depois ajustado manualmente de acordo com uma tradição antiga. Os gongos Tam Tam encontram-se dentro de templos em toda a Ásia. Os gongos Feng são usados em teatros na China, para representar a voz do guerreiro. No trabalho com som, ambos são muito úteis para o diagnóstico, limpeza energética de espaços e de pessoas e acompanhar os processos de transformação e cura. Há também uma grande variação na qualidade e caráter dos gongos. Trabalhamos com gongos profissionais, selecionados na Alemanha, adequados para aplicação na cura e como um instrumento musical.
  • Gongs orientaies (Tam Tam e Feng)
    Os gongos são ferramentas muito poderosas, fabricados industrialmente na China e depois ajustado manualmente de acordo com uma tradição antiga. A Tam Tam gongos encontrado dentro de templos em toda a Ásia. Os gongos Feng listas separadas em teatros na China, para representar a voz do guerreiro. No trabalho com som, ambos são muito úteis para o diagnóstico, para espaços de energia limpa e de pessoas, e acompanhar os processos de transformação e cura. Há também uma grande variação na qualidade e caráter nos gongos. Trabalhamos com gongos profesioanles, selecionado na Alemanha, adequados para aplicação na cura e como um instrumento musical.
  • Tingshas (cimbalos)
    Os seus sons agudos e penetrantes são muito úteis para desbloquear pontos específicos no corpo, por exemplo, os ouvidos. Eles também se aplicam para limpar e restaurar o equilíbrio em campos de energia das pessoas e espaços. Muito eficazes e práticos pelo seu tamanho. Os tingshas que a Jacomina traz do Nepal são produzidos em campos de refugiados tibetanos, incorporando metais de taças tibetanos quebradas. Um processo que conduz a um elevado grau de pureza do som e da durabilidade.
  • Monocordios
    Pitágoras e outros cientistas usaram este instrumento, com apenas uma corda, para investigar as leis harmônicas. Eles descobriram que são leis universais que organizam e moldam tudo, desde o mais pequeno na Terra até o maior no espaço. O monocordio é muito útil para explicar as leis harmônicas pela sua simplicidade, e também pela sua riqueza em tons. Com base na frequência do movimento dos planetas no espaço, é possível calcular os tons produzidos por cada movimento. Eles são tons muito baixos, impossíveis de perceber com os nossos sentidos. Ao subi-los com oitavos, podemos ouvir e sintonizar as cordas no tom de um dos movimentos dos planetas ou da Terra no espaço. Atualmente nós usamos aproximadamente monocordios de 30 cordas, normalmente afinadas para Do sustenido, o tom que a Terra produz no espaço num ano. Podemos preparar monocordios, construídos por artesãos alemães no tom que quisermos, experimentar os efeitos destes tons e usá-los como ferramentas para o crescimento pessoal e (auto)-ajuda. Eles são utilizados como instrumentos musicais, de meditação e cura.
  • Voz
    A nossa voz expressa quem somos em relação a nós mesmos e ao mundo. É o nosso instrumento mais próximo e tem a capacidade de reconectar-nos com a nossa essência e com o nosso tom fundamental. Pode ajudar-nos a curar e a fundirmo-nos, tocando, cantando, com toda a existência. Não se tratar de aprender a cantar como cantores de ópera, mas sim a reconectar-nos com a nossa própria voz.
  • Escuta
    Há muitas maneiras de ouvir. Ouvir de verdade, leva a uma profunda conexão com nós mesmos, com o mundo e com a natureza, no momento presente.

 

Programa Som e Crescimento Pessoal

Com base na sua experiência com o uso e ensino da aplicação de som, Jacomina desenvolveu um programa de ensino para uso pessoal e profissional de seus instrumentos. Para ambas as abordagens é necessária uma base, uma introdução ao uso das taças tibetanas e voz, realizado na Oficina de Iniciação (Nível I). Este workshop é imprescindível para ter acesso às outras oficinas e formações.

Depois da Oficina de Iniciação (Nível I), as pessoas que desejam incorporar o som na sua vida pessoal, sem pretensões profissionais, podem continuar com a Oficina de Aprofundamento (Nível II) e oficinas temáticas. Os profissionais interessados ​​em expandir os seus conhecimentos e práticas profissionais, podem continuar com as mesmas oficinas e depois continuar com a formação para profissionais de som ou entrar diretamente na formação.